Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

terça-feira, 11 de março de 2008

Fases

Estou farta de blogs! Dito assim parece uma doença. A ser, não há-de passar de uma alergia.

Deve acontecer a todos, e a mim deu-me agora. Estou farta dos meus, dos dos outros... como se tivesse alguma obrigação de aqui vir, de ir aos dos outros, de fazer saber que leio, que "sim senhora" concordo, ou nem por isso.

Sempre detestei coisas que são assim porque "têm de ser", e o que me é imposto nunca dá bom resultado...

Portanto, a modos que é assim. Estou de licença sabática dos meus e dos outros. Se me apetecer vou, se não me apetecer não vou.

Pode ser que passe. Ou não.

Novidades? Cortei o cabelo.

E mais? Uma série de contrariedades que não estava à espera e que cairam tipo mosca na minha sopa. Mas esqueçam lá isso.

Como diz a minha assistente "Ai, vidinha mais ou menos!"

2 comentários:

João Paulo Cardoso disse...

Espero que, pelo menos, em Maio passes pelo meu novo blogue e que isso seja um prazer e não uma obrigação.

Abertura oficial a 10 de Maio.
A data diz-te qualquer coisa?

Pois... afinal deu para partilhar muita coisa neste mundo dos blogues.
Merecem (ainda) um bocadinho mais de paciência.

Beijos.

Flora disse...

JP,
E eu, que gosto de conhecer todas as motivações, pergunto "porquê 10 de Maio?" :-)
É de facto um boa dia.

Continuo a visitar-te... Nada a fazer ;-)

Beijo