Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

sexta-feira, 30 de maio de 2008

Trauma agravado

Ontem tive de apanhar um táxi. Normalmente ando de carro, mas como o PEUGEOT estava na oficina e tive de ir entregar o carro de subtituição, lá teve de ser.

Não gosto de andar de táxi. Tive uma experiência traumatizante há uns anos atrás, quando um táxista me pôs fora do carro. Eu tinha-lhe pedido para baixar o rádio porque queria fazer uma chamada (juro que pedi com educação e jeitinho) mas estava a jogar o glorioso e ele não este pelos ajustes: "Vá dar banho ao cão!" gritou, enquanto me abria a porta e puxava por um braço para fora do carro.

Uns anos mais tarde, grávida de 6 meses, o táxista que me levava para um exame adormeceu ao volante. Não foi bonito. Depois de o acordar e ele disfarçar, fiz o resto da viagem a tossir colada ao banco dele... não fosse dar-lhe o sono outra vez.

Enfim, adiante... o táxista de ontem tinha ar de manfias, todo estiloso de óculos escuros e gel no cabelo.

Vinha absorta nos meus pensamentos quando o oiço dizer, depois de uma buzinadela de um parceiro de trânsito "O que é tu queres pá? Vai pó caralho!"

E pensei... "Será que ele reparou que eu estou aqui?" Naaaaa. Também está absorto na vidinha dele.

Como é óbvio, a experiência ensinou-me a ficar calada dentro de um táxi (e noutros lugares também!) e como mulher séria não tem ouvidos... siga.

6 comentários:

NullFame disse...

Como eh que mulher seria e sem ouvidos consegue reproduzir o que o outro disse? :)

nf

João Paulo Cardoso disse...

Não me digas que o taxista, além de adepto do vernáculo hard-core, conduzia um Peugout?

Beijos.

FL disse...

NF,

Não ouvi o que disseste;-)

JP,

Não me lembro, mas vai daí, era capaz de ser mesmo!

Beijos

Mad disse...

Ena, gostei de ver que o PEUGEOT está na oficina outra vez. Tens a certeza que não é o Peugout???

PS - Não percebi quem era a mulher séria que fez a viagem de táxi...

FL disse...

Mad,

Mais uma dessas e apanhas:-)

Beijo

João Paulo Cardoso disse...

Cara Flora, porque é que não escreves mais vezes, nem que seja uma espécie de apontamentos rápidos?

Logo tu, que escrevias (e escreves) tão bem!...

Beijos e bom fim de semana.

Ah!Depois de uma semana dedicada ao futebol, eis o menu para a próxima semana no "Regresso ao Eldorado":

* "Geno" dos Dexy Midnight Runners * As cassetes
* Pluto e Ron-Ron no Top Geração Tio Patinhas
* E, pela primeira vez na internet, a foto-tabu do autor do blogue ilustra a memória em "Quando eu era uma princesinha"!!