Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

"Vais ler!"

Há 9 anos atrás, o meu mano fez uma adaptação desde poema e pediu-me que o lesse no seu casamento. O texto foi-me dado poucas horas antes da cerimónia e pela carga emocional que lhe estava implícita, pela fragilidade do momento, etc., etc., desatei num pranto e disse-lhe que não conseguia lê-lo.
Agora o moço voltou à carga. No próximo sábado, no baptizado da minha sobrinha, estou intimada para ler o Salmo.
O Senhor é meu pastor, nada me faltará.
Em verdes prados ele me faz repousar.
Conduz-me junto às águas refrescantes, restaura as forças de minha alma.
Pelos caminhos retos ele me leva, por amor do seu nome.
Ainda que eu atravesse o vale escuro, nada temerei, pois estais comigo.
Vosso bordão e vosso báculo são o meu amparo.
Preparais para mim a mesa à vista de meus inimigos.
Derramais o perfume sobre minha cabeça, e transborda minha taça.
A vossa bondade e misericórdia hão de seguir-me por todos os dias de minha vida.
E habitarei na casa do Senhor por longos dias.
Salmo 22/23 atribuído ao Rei David
Escapaste da primeira... desta não tens como te livrar!

3 comentários:

João Paulo Cardoso disse...

É sempre um prazer ler-te assim, pena escreveres tão pouco.

Fazia-te bem escreveres mais.

E por falar em ler e escrever, boa sorte para amanhã na igreja.
Que a tua voz segura encha o espaço.

Beijos e bom fim de semana.

FL disse...

Pois... Vontade de escrever não falta, mas corro contra o tempo para conseguir fazer tudo o quero... e não consigo!!

Beijo

Mad disse...

Experimenta uns copinhos de vinho branco antes...