Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Roubei...


6 (seis).
Com muito descaramento e um friozinho na barriga.

Não digo o que vou fazer com elas, nem onde as roubei, pois posso ter de lá voltar...

8 comentários:

JP disse...

Mil e um perdões por me ter esquecido da data do teu aniversário :(

Espero que tenhas passado um dia feliz e pelos relatos publicados no blog, já vi que sim.

Votos para que completes muitos mais, sempre na companhia daqueles que mais amas.

Esta última frase foi bonita, não foi?
Estou perdoado?
Sim, ou não?

Não me sinto seguro sabendo que tens seis pedras da calçada em teu poder...

Mad disse...

Agora fazes bijuteria para gigantes? ih ih ih!

FL disse...

JP,

Sim, 'tás desculpado pá!
E fica descansado que as pedras não são para partir cabeças!
Beijo

Mad,
Chiuuuuu! É segredo:-)
Beijoquinhas

Mad disse...

Fanei-te o tradutor. Já tinha vergonha de ter um lá escarrapachado que dizia "Estale a ferramenta". Se era assim em português, imagino nas outras línguas...

FL disse...

Mad,

Fana amiga! Eu a ti, deixo:-)

Mad disse...

Florinha, como se usa um gif na barra lateral do blog? Lembro-me de tu teres postado um há uns tempos atrás.

FL disse...

Ó Mãe,
Chega aqui que a Mad quer saber como é que posta um gif!
(esta malta nova... não precebem nada de gifs e tal e coisa!)

Mad disse...

Fantástico! E vergonhoso ao mesmo tempo. Mas já me estou a habituar: foi a minha tia de 85 anos que me ensinou a mexer num DVD...