Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Pedacinhos

Viagem deliciosa, com paisagens fantásticas.

Casamento lindo, em flamengo, português, francês e inglês.
Copo d'água num castelo...






Todos repararam na empatia espantosa dos miúdos, que apesar de não falarem a mesma língua, se entenderam às mil maravilhas e era vê-los a jogar às escondidas.

Matámos as saudades dos amigos, mas a vontade de lá voltar já é grande.

Foi uma aventura e tanto. E a princesa portou-se à altura.

De recordação ficam as fotos, a coroa de flores naturais, o bouquet, os bilhetes de avião e de comboio, os menus personalizados, o lenço italiano, a joaninha da Swarovski...



E mais...

:: As corridas para não perder as conexões

:: As quedas do carrinho das malas

:: O casal alemão, muito simpático, que nos ajudou a comprar os bilhetes, já passava da meia-noite

:: O quarto minúsculo em Frankfurt

:: O cartaz na estação do Luxemburgo "Vende-se Leitaõ - 109€" (!!!)

:: As gargalhadas da Kel na porta de embarque (porque eu não conseguia por a mala de pé) e que puseram a fila toda a rir
:: A turbulência na viagem Madrid-Lisboa, que fez pensar na vidinha e à qual a princesa respondeu com um “Já acabou? 'Tava a gostar!
:: O anúncio em Madrid "Café e muffin - sólo 3,95€"....







Enfim, coisas que não se esquecem. Que fazem com que esta viagem fique na memória.








2 comentários:

João Paulo Cardoso disse...

Ainda bem que tudo correu bem.

Espero que tenhas aproveitado para encher o tanque de gsaloina... é que, como escreveste há algum tempo, o "carro" só volta a parar perto do Natal.

Besos.

FL disse...

JP,

Até ao final do ano, só me valerão os fins de semana e os feriados!
Mas não me queixo.

Beijocas