Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

domingo, 26 de agosto de 2007

Tudo em um

Ando preguiçosa e sem vontade de escrever. E sinceramente, com mais que fazer (desculpem lá qualquer coisinha). Vai daí, nada melhor que enfiar três dias num só.

Noite de 6ª feira: jantar fantástico no Bairro Alto, com companhia 5 estrelas. A animação da Ana e do Miguel, as histórias divertidas do Nuno e da Lili e o alto astral da Guida. A pedido da Ana, para não esquecer, uma frase que me anda a bater (“escreve lá no blog!”):

Apaixona-te pelas qualidades, ama pelos defeitos.


Sábado e Domingo: dias calminhos a visitar amigas e em festas de aniversário, onde a boa disposição foi mais que muita.

Fica a foto do presente, saído destas mãos, para a Nônô que fez 5 anos no passado dia 21.

4 comentários:

JOAO MARIA disse...

Linda frase, por estas e por outras vimos ao teu blog
boa semana

FL disse...

João,

A frase não é minha (e nem sei de quem é) mas de facto soa-me muito bem.

Boa semana para vocês também

Ricardo Fonseca disse...

E a criança gostou?

FL disse...

Ricardo,

Eu só tenho clientes satisfeitas:)