Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Parece-me muito bem

JOSÉ

Significa "Deus acrescenta" e indica uma pessoa sensível, confiante e generosa, que sofre com os problemas alheios. É muito conciliador e conserva o auto-controle mesmo nas piores situações.

2 comentários:

Ricardo Fonseca disse...

Má opção para baptismo...de José a Zé, vai uma curta distância...

FL disse...

Ricardo,

Não que seja importante, e vá-se lá saber porquê, ainda tenho esperança que um dia faças um comentário simpático...

Gosto de José, de Zé, de Zézinho, de Zézito.

O que seria do amarelo e do André Sardet se todos gostássemos do mesmo...