Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Estado de espírito

Três palavras que hoje me deitaram abaixo:

RAIVA - SOLIDÃO - ANGÚSTIA

Mas foi só hoje. Amanhã já me levanto outra vez. Até porque motivos não me faltam e ela é o maior.

E não. Não está tudo nas mãos de um homem amargo!

4 comentários:

Anónimo disse...

what's wrong? is that pathetic excuse for a father again?

nf

Flora disse...

Oi emigra,

Tudo bem contigo?

Yup... same old story!

Mas a miúda sai à mãe! Tudo se há-de resolver.

Beijos

Anónimo disse...

Nao arranjas uma restraining order contra esse palhaco nem nada?

nf

Flora disse...

Se fosse assim tão fácil! Não posso fazer isso.
Mas vontade não falta.