Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

As graças deles

Mas será que eu li bem? "Primitiva de Jesus" é o nome da senhora??!!!

Depois de me ter aparecido um "Enoque", não seria de estranhar, mas estranho na mesma...

A seguir começa a conversa:

"Mais isso é para nóis pagá?"

"Mim qui tem qui fazê?"

Ah... pronto! Já podiam ter dito. Eu é que eu às vezes esqueço-me que passei por lá e convivi com eles. Não que não os grame. Mas gosto mais deles lá.

4 comentários:

Mad disse...

Cuméquié?

Sabes que eu estive 9 anos lá... a coisa pega-se.

Maria do Desassossego disse...

E não é que pega mesmo?

Valha-me Nossa Senhora d'Agrela, que não há Santa como ela.

Anónimo disse...

Este espaço bateu, definitivamente, no fundo. É uma opinião, sincera, de quem aqui vinha há já bastante tempo, embora não comentasse - nem para ofender nem para galantear a autora.
De há uns tempos para cá os posts indiciavam um teor estranho. Uma acidez. Depois, os constantes diálogos nas caixas de comentários. Uns com ofensas, outros com piropos que se repetem em inúmeras outras caixas de comentários. Próprios de quem anda a pescar à linha.
Agora este tipo de comentário racista, de menina bem... Sinceramente, para mim acabou e expresso-lho. Não senti necessidade de lhe dizer que a comecei a ler. Mas sinto de lhe dizer que não vou continuar a fazê-lo. Publique, se quiser, claro.
Mas isto que escreveu é do mais estúpido que por aqui vi.
FG

Maria do Desassossego disse...

FG,

Ácida, eu??? Não... até sou bem básica!

Quem não gosta, come menos! E só cá vem quem quer, e a porta da rua é a serventia da casa... e é mais ou menos isso.

E para a próxima, se é para (tentar) ofender, dispenso. Estúpido é quem cá vem e não gosta e ainda perde tempo a escrevê-lo. Masoquistas de um caralh...


NOTA: Ó Mad... este (ou esta) nunca foi ao teu blog. Ui, ui... que tu tens lá bem pior:-)

Bem haja... e vá pela sombra, que á chuva molha-se!