Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Preocupações

Há apenas duas coisas com que te deves preocupar. Se estás bem ou se estás doente.

Se estás bem, não há nada com que te preocupares. Se estás doente, há duas coisas com que te deves preocupar. Se vais ficar bem ou se vais morrer.

Se vais ficar bem, não há nada com que te preocupares.

Se vais morrer, há duas coisas com que te deves preocupar. Se vais para o céu ou para o inferno.

Se vais para o céu, não há nada com que te preocupares.

Agora, se vais para o inferno estarás tão ocupado a cumprimentar os velhos amigos, que nem terás tempo para te preocupares.

Então... para quê te preocupares?

Provérbio Chinês enviado por mail pela SupêTia (que envia mails como se não houvesse amanhã!)

4 comentários:

João Paulo Cardoso disse...

Os chineses é que a sabem toda!
(elogio não extensível a lacticínios em pó)

Beijos.

Maria do Desassossego disse...

JP,

Sabem? Eu acho que quem a sabe toda és tu!;-)

Beijos

Maldonado disse...

Os chinese não deixam de ter razão... :))

Maria do Desassossego disse...

Maldonado,

Eu nos provérbios ainda vou alinhando... Agora, nas comezainas é que não! Já vi muita coisa ;-)