Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Calibre

Escroques, falcatrueiros, intrujas, biltres, embusteiros, e afins... Nas minhas três décadas já conheci alguns.

Mas não me tinha ainda deparado com um do calibre deste último. De cada nova engenharia do gamanço que lhe descubro... pergunto-me "qual será a proxima?!!!"

Parece um poço sem fundo. E não é que se possa dizer que o "senhor" seja parvo. Em tudo o que lhe deram carta branca, ele avançou. Mas em proveito próprio.

O dito trabalhava para um novo cliente que temos e, enquanto arregaço mangas e tento por ordem na barraca, aparece-me de tudo. Mas de TUDO mesmo.


O nosso cliente parece um bebé a quem tiraram o brinquedo. Chora, reclama. Exige contas e controlo do que nunca foi controlado ou contado. Enquanto o bebé dormia, o "senhor" encheu-se à grande.

O "senhor" é o típico empresário tuga. Cinquentão, bem vestido q.b., com alguma educação e o curso tirado na "escola da vida" (como tanto gostam de dizer). Não sabe de nada, não estava lá, não foi ele, isso foi fulano de tal que tratou...


Cabe-me a mim ir levantando os tapetes, gritar "há fogo!!!" de cada vez que encontro mais uma, e ir tapando os buracos (que não são poucos, nem pequenos).

O "senhor"? Deve de andar por aí, ao volante do seu Porche Cayenne, enquanto dá o meu nº de telemóvel a toda a gente e informa que já nada é dele.


Pudera. Fiquei cá eu para fechar a porta...

15 comentários:

Mad disse...

Agora confundi-me...

O que é queres?, há personagens que se repetem na tua vida. É sina. Só pode ser, que ninguém tem vocação para isto!

Mad disse...

Isto da moderação de comentários não tem graça nenhuma!!!

Mad disse...

O "senhor" é o típico empresário tuga. Cinquentão, bem vestido q.b., com alguma educação e o curso tirado na "escola da vida" (como tanto gostam de dizer). Não sabe de nada, não estava lá, não foi ele, isso foi fulano de tal que tratou...

Onde é que eu já vi isto? Ao menos agora pagam-te para tratar deles. LOL!

Mad disse...

Masoabrãodocarrélindo, não é!!!

Maria do Desassossego disse...

Sim, sem dúvida que é sina. Só pode.

Ao menos agora pagam-me para tratar deles!!!! Lindo!! E só admito porque és TU;-)

Quanto à moderação... Tem de ser amôri. Eu não gosto que me insultem gratuitamente:-)

O carro é mêmo liiiiiiiiindooooooooo!

E depois ainda juras que tens mais que fazer... Gostas pouco disto, gostas!!!

Maldonado disse...

Esse caso é uma amostra ínfima dos empresários que temos cá. :(
Aliás, em Portugal não temos uma classe empresarial, temos mas é um bando de azeiteiros, os quais acham que a empresa só serve para financiar os seus luxos...
Enfim, com o nosso capitalismo saloio, cheio de empresas com maquinaria obsoleta e assalariados com o ordenado mínimo, certamente que não iremos longe...

Maria do Desassossego disse...

Maldonado,

Fica descansado, que ao menos deste trato eu! Em tudo o que o apanhar, denuncio-o. Não que sirva de muito, mas ao menos este não me escapa! E ainda me pagam para isso.

JoãoPaulo Cardoso disse...

Esta foi transmissão de pensamento.

Hoje no "Eldorado" também há tugas espertos ao volante.

É uma nova rubrica lá da casa que espera a tua rubrica, assinalando mais uma visita.

Beijos, Dancing Jalapeña Queen.

Mad disse...

Eu bem achei que tinhas pinta que chegasse (e sobrasse) para publicar esta. Tomara muita gente. Sim, que isso só pago. Bem pago, aliás. Muito bem pago, melhor dizendo.

You know what I mean.

Maria do Desassossego disse...

Amôri of my life,

Se eu publico os dos anónimos a (tentar) ofender a Senhora Minha Mãe, porque não haveria de publicar os teus.

Aliás, a ti deixo-te tudo, menos uma coisa... You know what I mean.

Maria do Desassossego disse...

JP,

Nós somos assim... ouvimos as mesmas músicas, levamos com os mesmos tugas :-)

Tenho de ir espreitar a tua novidade.

Beijo

João Paulo Cardoso disse...

"Aliás, a ti deixo-te tudo, menos uma coisa... You know what I mean."

Ena, que excitante!

É o que eu estou a pensar?
É? É? É?

E se é... porque não?!

Bolas...

Maria do Desassossego disse...

JP,

Ai que o menino não presta! Juizinho que isto é blog respeitável (tem dias).

Beijo

Ana Casqueira disse...

Oh pá... Mas o que é que tens contra os Porsches Cayenne??? Era só para saber........ :o(

Maria Feliz disse...

Anika,

Nada, nada!!! Se me deres um, eu prometo que o uso:-)

Beijinho