Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Eu não pedi nada!

Eu não sei se será o verde dos olhos... o meu tom mais bronzeado do que é normal, o cabelo claro... Ou talvez algum vírus!
Mas a verdade é que todos os dias recebo mensagens da Argélia, Marrocos, Senegal, Tunísia e afins...
Para quem gosta de nomes estranhos e peles escuras, há muito por onde escolher... Achraf, Marena, Nizar, Salime, Shahid, Amal, Assan, Aek.
Não é uma questão de racismo, ser esquisita ou não (digo eu) mas, não obrigada. Dispenso.

8 comentários:

Anónimo disse...

Isto é como andar na rua e alguém nos dizer bom dia sem que tenhamos pedido, é igual.

Quem anda nestas lides sujeita-se a estas coisas, o que na minha opinião é bom e saudável.
Eu não dispensaria por isso não sei se é racismo ou não.

Anónimo disse...

Não é uma questão de racismo?
Então se estás num site para conhecer pessoas, não é suposto "conhecer" todo o tipo de pessoas e culturas?
Ou só algumas?
Ou pretendes outro tipo de coisa que não apenas "conhecer"..?
Desculpa Flora mas para mim é RACISMO.
Para os outros, não sei.
Acho que pela primeira vez fiquei desiludido contigo.
Kiss C.

Maria do Desassossego disse...

Carlos,

Bom, se calhar até será uma forma de racismo. Não sei.

Não pretendo nada. E mesmo o "conhecer" é subjectivo. Há sempre uma selecção, consciente ou inconsciente. Como deves calcular, se andasse à procura de alguma coisa, não seria certamente na internet.

"pela primeira vez fiquei desiludido"... Tira-me do pedestal, que eu não sou perfeita, nem o pretendo ser!

Maria do Desassossego disse...

Anónimo,

Gostei da comparação. E talvez passe a encarar a coisa com outros olhos.

Ou vai daí e não... e se calhar terei de admitir que sim, poderei ser racista.

Anónimo disse...

Flora.
Todos procuramos sempre alguma coisa.
Amor, companhia, conhecimentos, sei lá, um infinitude de coisas.
A internet é apenas mais uma forma de..
Recordo que falaste no "TAGGED".
Falando de mim, por ora entretenho-me no HI5 (e a vir aqui ao teu blog) e já conheci pessoas bastante interessantes,contudo,pergunto-me, o que fazes no Hi5, tagged ou sites do género senão para conhecer outras pessoas?
Kiss
C.

Maria do Desassossego disse...

Carlos,

Eu não disse que não queria conhecer. Não quero é conhecer TODAS as que metem conversa comigo.
Se sou selecta nas minhas amizades reais, porque não sê-lo nas virtuais?!

Anónimo disse...

Desculpa, sabes apesar de "branco" nasci em Moçambique e tenho um fascínio pela cultura africana.
E para mim qualquer tipo de descriminação faz-me subir o sangue...
Eu também sou selectivo, mas não pela cor, ou pelo nome, ou o quer que seja. Sou pelos interesses, e afinidades.
Esses, só após o "aceite" é que é possível descobrir :-)
Kiss C.

Maria do Desassossego disse...

Carlos,

Não querendo alongar o debate, que isto não é um fórum... Eu também tenho amigos negros. Sem qualquer problema e há anos. A cor da pele não me aflige nem incomoda.

Mas não suporto fundamentalistas de qualquer espécie. Nem culturas que colocam as mulhers abaixo dos animais, como muitas do norte de África. Já lá estive e não gostei do que vi. Se isso é ser racista, eu sou!

E aí, classifico-os todos pela mesma bitola. Leva o justo pelo pecador. Talvez se eu tivesse escrito isto logo quando fiz o texto, não se tivesse levantado esta confusão.

Mas acho que só agora me apercebi porque é que carrego tão depressa no "reject".