Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Vassouradas


Uma: "Então? Trouxeste a vassoura de casa?"

Outra: "Trouxe! Não me ajeito com as daqui!!!"

Eu, que não entendo nada de vassouras, a única diferença que lhes vejo é na cor. Uma é verde, a outra é azul.

3 comentários:

Margarida disse...

DAH!!! isso é porque não és bruxa!

[há umas que gastam menos]

Mad disse...

LOL para o comentário.

Maria do Desassossego disse...

Margarida,

Obrigada. (isso era um elogio, certo?)

Mad,

Cala-te pá!

Beijos