Novela (que podia ser mexicana) com um número infindável de episódios e protagonistas a mais, vendida em pacotes económicos aos países do leste europeu. Enredo muito intrincado, malfeitores qb, doses exageradas de sacanices, facadas nas costas e muitas figurantes com língua de porteira. A única coisa que vale a pena no meio desta salganhada toda?! A protagonista, que interpreta este argumento sem mudar uma vírgula... ou não fosse isto a sua vida.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Quem sai aos seus...

Estou orgulhosa. E com motivos de sobra.
O meu rebento, esta menina que cresce e não pára de crescer, que reclama atenção e mimo, que nos enche a casa, a alma e a cabeça é, segundo uma professora Teresa, "uma criança extremamente bem educada e meiga. Trabalha com enorme responsabilidade e autonomia."
Teve 100% a Português, 92% a Estudo do Meio e 88% a Matemática. Além disso, escreve o nome completo (e são seis!!!) com letra manuscrita. Já lê pequenas frases e tem uma caligrafia bem definida (e bonita, digo eu!).
A Professora Teresa disse-me "Ela é óptima". Vi os testes, o caderno diário onde todos os dias ela escreve a data e o nome completo (tadita!). Num dos trabalhos pedia que desenhasse a pessoa com quem passa mais tempo. A minha criança desenhou 4 meninas e debaixo de todas elas escreveu "mãe".
Não é fácil. Não tem sido fácil. Principalmente devido a um final de ano em que demos uma volta muito grande na nossa vida. Mas estamos bem, apesar de tudo. E como me disse alguém com muito conhecimento de causa e voto na matéria "A Raquel precisa é da mãe!".
E eu cá estou. Orgulhosa e babada dos resulaldos da minha filhota. Com a juda incansável da minha Mummy, da família e amigos mais chegados.
Como há sempre um "se"... No final a Professora disse-me que ela já nem de rolha lá vai. Na avaliação está escrito que ela "tem de ser chamada a atenção porque conversa bastante".
A Professora ria-se e dizia-me, enquanto eu acabava de falar com a mãe da Mariana, "sabe... isso é genético. Ela não tem culpa!"

2 comentários:

Hélder disse...

Ando à tanto tempo afastado disto que nem sei se me vou lembrar do user e password para que isto não seja anónimo. Mas a situação merece. Essa miúda é um mimo. Inteligente, responsável, e com grande maturidade para a idade. Fiquei feliz.

Maria do Desassossego disse...

Pois... E não fosse eu a lembrar-te o teu user e ainda andavas aí às voltas.

A Kélita é mesmo o máximo:-)